sicnot

Perfil

Mundo

Descobriu-se nova forma de olhar o Universo, diz físico Stephen Hawking

O físico britânico Stephen Hawking afirmou hoje que a deteção das ondas gravitacionais, a última previsão que estava por comprovar das teorias do físico alemão Albert Enstein, abre a porta a "uma nova forma de olhar o Universo".

Stephen Hawking numa conferência em Londres a 20 de julho de 2015.

Stephen Hawking numa conferência em Londres a 20 de julho de 2015.

"A capacidade de as detetar tem o potencial de revolucionar a Astronomia", disse à estação televisiva britânica BBC o físico teórico de 74 anos, especialista em buracos negros.

A deteção destas ondas, os sinais que grandes cataclismos deixam no Universo, constitui também "a primeira prova de um sistema binário de buracos negros e a primeira observação de buracos negros fundindo-se", sublinhou Hawking.

"Além de provar a Teoria da Relatividade Geral, podemos esperar ver buracos negros ao longo da história do Universo. Poderemos inclusive ver os vestígios do Universo primordial, durante o Big Bang", graças às ondas gravitacionais, salientou o físico.

A investigadora Sheila Rowan, da Universidade de Glasgow, que participou no projeto do Observatório Norte-Americano de Interferometria Laser (LIGO) que detetou as ondas, descreveu o seu trabalho como "uma viagem fascinante".

"Estamos sentados aqui na Terra observando como as costuras do Universo se esticam e encolhem devido a uma fusão de buracos negros que ocorreu há mais de mil milhões de anos", observou Rowan.

"Quando ligámos os nossos detetores, o Universo estava pronto, à espera para dizer 'olá'", disse a investigadora.

Einstein tinha razão, afirmaram físicos 100 anos depois

Os cientistas do LIGO anunciaram hoje numa grande conferência de imprensa em Washington que as ondas gravitacionais cuja existência Albert Einstein previu há um século na sua Teoria da Relatividade Geral foram pela primeira vez detetadas de forma direta a 14 de setembro do ano passado.

O anúncio pôs fim a meses de rumores e grande expectativa entre a comunidade científica perante uma descoberta que abre a porta à redescoberta do Universo, desta vez sem necessidade da luz.

As ondas foram detetadas às 09:51 TMG do dia 14 de setembro de 2015 pelos dois detetores do LIGO, um localizado em Livingston (Louisiana) e outro em Hanford (Washington).

As ondas gravitacionais contêm informação sobre as suas dramáticas origens e sobre a natureza da gravidade que não podem ser obtidas de nenhuma outra maneira.

Os físicos concluíram que as ondas gravitacionais detetadas foram produzidas durante a fração final de um segundo da fusão de dois buracos negros num de maiores dimensões. Essa colisão de dois buracos negros tinha sido prevista, mas nunca observada.

Como esse tipo de sistemas é pouco frequente, esse tipo de fontes encontra-se a distâncias de anos-luz. Portanto, a busca de ondas gravitacionais implica tentar encontras os minúsculos efeitos de alguns dos sistemas astrofísicos mais energéticos nas profundidades do Universo.

Lusa

  • Teoria de Einstein poderá ser confirmada hoje
    1:21

    Mundo

    Poderá estar por horas a confirmação da existência das ondas gravitacionais, defendida por Albert Einstein há um século, na famosa Teoria da Relatividade. As ondas gravitacionais são provocadas pelo movimento de grandes corpos celestes, um fenómeno, que caso seja comprovado, representa um importante passo na descoberta do cosmos.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC