sicnot

Perfil

Mundo

EUA voltam a recusar liberdade condicional ao assassino de Robert Kennedy

A justiça norte-americana recusou na quarta-feira, pela 15.ª vez, a liberdade condicional ao homem que assassinou o senador Robert Kennedy durante a campanha eleitoral das presidenciais dos EUA de 1968.

© Handout . / Reuters

Sirhan Sirhan, com 71 anos de idade, foi considerado culpado a 17 de abril de 1969 da morte do irmão do ex-Presidente dos Estados Unidos da América John Kennedy, também ele assassinado em 1963.

Inicialmente, foi condenado à morte, mas a pena passou a prisão perpétua em 1972.

Sirhan Sirhan declarou na quarta-feira, durante três horas, perante uma comissão do estado da Califórnia que avaliou o seu caso, que já não se lembra do tiroteio em que morreu Bobby Keneddy.

O condenado acrescentou que tinha bebido muito naquele dia e que gostava "que nada tivesse acontecido".

"Legalmente falando, não sou responsável por nada", afirmou.

Os membros da comissão consideraram que Sirhan não mostra qualquer arrependimento e sublinharam que o crime "teve um impacto em toda a nação [EUA]" e até "no mundo inteiro".

Sirhan Sirhan, um emigrante palestiniano, assassinou Bob Kennedy no hotel Ambassador, em Los Angeles, depois de o senador ter ganhado as primárias do Partido Democrata para as presidenciais. No atentado, ficaram feridas mais cinco pessoas.

O assassino justificou o ato com o facto de Bob Kennedy apoiar a venda de aviões militares a Israel.

Lusa

  • Governo dos EUA perde filme do assassinato de JFK

    Mundo

    O governo norte-americano diz desconhecer o paradeiro de um filme que regista o momento em que o presidente Kennedy é alvejado, em 1963. As imagens, registadas por Orville Nix, foram confiscadas pela polícia e nunca foram devolvidas. Agora a neta de Nix exige uma indemnização de 10 milhões de dólares (9,4 milhões de euros) ao governo norte-americano.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51