sicnot

Perfil

Mundo

Jean-Marc Ayrault é o novo chefe da diplomacia de França

O ex-primeiro-ministro Jean-Marc Ayrault foi nomeado hoje ministro dos Negócios Estrangeiros francês numa remodelação governamental que inclui o regresso ao poder dos ecologistas, anunciou a presidência francesa.

Jean-Marc Ayrault foi primeiro-ministro entre 2012 e 2014.

Jean-Marc Ayrault foi primeiro-ministro entre 2012 e 2014.

© Charles Platiau / Reuters

Jean-Marc Ayrault, de 66 anos e que foi primeiro-ministro entre 2012 e 2014, substitui Laurent Fabius, nomeado na quarta-feira presidente do Tribunal Constitucional.

Os ecologistas, que tinham deixado o governo em abril de 2014, regressam com três pastas.

A "número um" do partido Europa Ecologia -- Os Verdes (EELV) Emmanuelle Cosse foi nomeada ministra da Habitação. Barbara Ponpili e Jean-Vicent Placé, dois deputados dissidentes do EELV foram nomeados secretários de Estado.

A remodelação, esperada há vários dias e com uma nova equipa que respeita a paridade de género, surge quando o presidente François Hollande procura um novo impulso político a 15 meses da disputa de um novo mandato.

Além de Laurent Fabius, três outros ministros saiem do governo, entre os quais a ministra da Cultura Fleur Pellerin, substituída por Audrey Azoulay, até agora conselheira de Hollande para área.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras