sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul alerta Norte para ilegalidade do congelamento de bens de empresas

A Coreia do Sul acusou hoje a Coreia do Norte de agir "ilegalmente" ao congelar os bens das empresas sul-coreanas e dos trabalhadores expulsos do complexo industrial partilhado de Kaesong.

© Kim Hong-Ji / Reuters

O ministro da Unificação de Seul, Hong Yong-Pyo, afirmou que a decisão de Pyongyang de expulsar as empresas sul-coreanas foi "muito lamentável", acrescentando que o Norte tem de se responsabilizar pelas consequências.

Na quinta-feira, a Coreia do Norte anunciou que ia fechar totalmente Kaesong e que ia colocar o complexo sob controlo militar.

Todos os sul-coreanos que trabalhavam no local, localizado na Coreia do Norte, a dez quilómetros da fronteira, foram expulsos, sendo apenas autorizados a levar consigo bens pessoais.

O regime de Kim Jong-un ordenou também um "total congelamento" de todos os bens deixados para trás, incluindo matérias-primas, produtos e equipamento.

Pyongyang justificou as medidas com a decisão de Seul no dia anterior de suspender as operações das 124 empresas sul-coreanas em Kaesong -- uma resposta aos recentes teste nuclear e lançamento de míssil de longo alcance pelo Norte.

"A Coreia do Norte expulsou o nosso pessoal quase sem aviso, impediu-os de levar produtos terminados e congelou ilegalmente bens valiosos", disse Hong.

O ministro condenou também a "medida extrema e injustificada" tomada por Pyongyang ao cortar as duas únicas linhas de comunicação com o Sul.

"A Coreia do Norte vai ter de assumir a responsabilidade pelo que acontecer daqui para a frente", rematou.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.