sicnot

Perfil

Mundo

Desaparecido de manicómio encontrado 30 anos depois

Um canadiano desaparecido de um hospital psiquiátrico, há 30 anos, na província de Ontario, foi encontrado após lembrar-se da própria identidade.

Pouco tempo depois de Edgar Latulip sofrer uma perda de memória, apanhou um autocarro e passou a viver na região do Niagara. Durante décadas viveu com uma identidade diferente até ao momento em que começou a ter alguns "flashes" de memória.

Ao falar com um assistente social que pesquisou o nome Latulip, descobriu que se tratava de uma pessoa procurada. A confirmação da sua identidade chegou com um teste de ADN.

A mãe, residente em Otava, nem quis acreditar na notícia. Apesar da difícil relação com o filho, disse que quer "vê-lo, falar com ele e ajudá-lo da maneira que puder".

De acordo com o site de pessoas desaparecidas na América do Norte, Latulip possui uma idade mental de 12 anos.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.