sicnot

Perfil

Mundo

Europa diz adeus ao robô Philae

A probabilidade de estabelecer contacto com o robô europeu Philae, que está no cometa Tchouri há sete meses e em silêncio, é "quase zero" e "chegou a hora de dizer adeus" ao equipamento, declarou hoje, num comunicado, a Agência Espacial Alemã (DLR).

ESA /ATG medialab

O centro de controlo de aterragem parou de enviar comandos ao robô Philae, segundo a DLR, numa nota intitulada "Chegou a hora de dizer adeus à Philae".

Entretanto, a sonda espacial Rosetta "continua ainda à escuta" do Philae, sublinhou a agência espacial francesa (CNES), num comunicado separado. "Há realmente muito pouca esperança de receber um sinal" do Philae, declarou à agência de notícias francesa AFP Stephan Ulamec, um responsável DLR.

O cometa Tchouri move-se para longe do sol, o que significa que os painéis solares do robô recebem menos luz. As antenas de receção do robô continuam ligadas e "continuamos a estar preparados no caso de a Philae acordar", disse Ulamec. "Mas, para ser honesto e realista, é muito improvável que escutemos novamente a Philae", disse Stephan Ulamec.

O robô Philae, que viajou na sonda espacial Rosetta, realizou a 12 de novembro de 2014 uma aterragem histórica sobre o cometa Tchouri. Equipada com dez instrumentos, trabalhou durante 60 horas antes de "adormecer" por falta de energia.

Voltou a "acordar" em junho de 2015, mas não deu mais sinais de funcionamento desde 9 de julho.

A sonda Rosetta foi lançada em março de 2004, e está a orbitar o cometa 67/P desde o ano passado. Em novembro de 2014, a 500 milhões de quilómetros da Terra e após uma viagem de 10 anos, o Philae tornou-se o primeiro objeto de fabrico humano a pousar num cometa.

Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.