sicnot

Perfil

Mundo

Papa em visita ao México com escala em Havana

O papa Francisco inicia hoje a sua primeira viagem pontifical ao México e que se prolonga até quinta-feira, antecedida de uma escala em Havana para um encontro histórico com o patriarca ortodoxo russo Kiril.

© Tony Gentile / Reuters

O itinerário da viagem papal, como tem sido habitual, prevê que Francisco contacte com famílias, jovens, religiosos e autoridades, mas o argentino Jorge Bergoglio também se vai dirigir aos marginalizados de Ecatepec, uma zona metropolitana da Cidade do México densamente povoada, ao povo indígena de Chiapas e aos imigrantes de Ciudad Juárez, junto à fronteira com os estados norte-americanos do Novo México e o Texas, onde também deve visitar uma prisão.

Antes, e de forma algo inesperada, o papa fará uma escala na capital de Cuba num novo gesto de distensão dos conflitos seculares entre católicos e ortodoxos, para um encontro ecuménico com o patriarca Kiril, líder espiritual da influente igreja ortodoxa russa, e na companhia do Presidente cubano Raúl Castro.

No total, o primeiro papa latino-americano que visita o México durante quase seis dias desloca-se a quatro estados (estado do México, Chiapas, Michoacán e Chihuahua) e seis cidades, pronunciará cinco homilias, um 'angelus' e sete discursos.

Fortes medidas de segurança estão a rodear esta visita, com uma mobilização de 13.000 polícias federais e meios operacionais que incluem mais de mil veículos e 13 aeronaves. Em diversas ocasiões o papa vai deslocar-se em 'papamóvel'.

Após a escala em Havana, o avião da Alitalia aterrará na tarde de hoje na Cidade do México, onde será recebido pelo Presidente Enrique Peña Nieto, mas sem cerimónias nem discursos.

A receção oficial está prevista para sábado, num encontro entre o papa e o chefe de Estado no Palácio Nacional, a primeira mensagem à nação de Jorge Bergoglio na presença de responsáveis políticos, representantes da sociedade civil e do corpo diplomático.

Um dos pontos altos da visita será a deslocação a Ecatepec, nos arredores da capital federal, onde o pontífice deverá abordar o tema das "periferias humanas" num dos maiores municípios do país, com quatro milhões de pessoas e um elevado grau de marginalização, prevendo-se que celebre uma missa para mais de 500.000 pessoas.

As minorias indígenas e a importância em defenderem a sua identidade cultural e o meio ambiente em que habitam serão os temas da visita ao estado de Chiapas, que decorre a partir de segunda-feira, antes das deslocações ao estado de Michoacán, a Ciudad Juárez e a outras localidades do estado nortenho de Chihuahua, onde conclui a visita.

Na cidade fronteiriça de Juárez, o papa visitará o centro penitenciário "Cereso 3", que já foi considerado um dos mais perigosos do mundo e onde se encontram 3.000 presos, dos quais 700 poderão assistir ao discurso do papa.

A véspera do início da visita ficou no entanto assinalada por graves incidentes na prisão de Topo Chico em Monterrey, estado de Nuevo Léon (norte do México), que provocaram dezenas de mortos entre detidos e guardas prisionais.

Lusa

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".