sicnot

Perfil

Mundo

Polícia italiana detém 109 pessoas suspeitas de pertenceram à máfia

Cento e nove pessoas suspeitas de pertencerem à máfia foram ontem detidas pela polícia italiana. A operação foi conduzida pelas autoridades da cidade de Catania, na Sícilia, mas as detenções aconteceram em vários países.

Os detidos fazem parte do clã Laudani, um dos mais perigosos da região e com ligações à Ndrangheta, a máfia calabresa.

Entre os suspeitos estavam três mulheres que dirigiam as atividades criminais, de acordo com as indicações dadas pela cúpula da organização. Tratavam das finanças do clã e, inclusive, providenciavam o sustento das famílias dos elementos do clã que se encontram presos.

Os detidos são acusados de associação criminosa, extorsão, tráfico de drogas, porte ilegal de armas e outros crimes.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".