sicnot

Perfil

Mundo

Papa crítica no México os que procuram "o caminho do privilégio"

O papa Francisco afirmou hoje, no seu primeiro discurso no México, que a busca de privilégios leva à corrupção, ao tráfico de droga e à violência.

Moises Castillo

Num discurso perante o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, o papa indicou que "para se construir um futuro de esperança" são necessários "homens e mulheres justos, honestos, capazes de se empenharem no bem comum".

No início de uma visita de cinco dias a um país atingido pela violência ligada ao narcotráfico, o papa Francisco afirmou também que quando se procura "o caminho do privilégio", mais cedo ou mais tarde "a vida em sociedade se torna um terreno fértil para a corrupção, o tráfico de droga, a exclusão de culturas diferentes, a violência, o tráfico de pessoas, o sequestro e a morte, causando sofrimento e travando o desenvolvimento".

O pontífice começou o seu discurso expressando a sua alegria por "poder pisar terras mexicanas" e definiu-se como "um missionário de misericórdia e de paz, mas também como um filho que quer prestar homenagem" à Virgem de Guadalupe e a um povo e uma terra "tão rica em culturas, história e diversidade".

Várias vezes interrompido por aplausos dos 1.200 presentes na cerimónia, incluindo responsáveis políticos e personalidades da sociedade civil, o papa exortou "os dirigentes da vida social, cultural e política a trabalharem para que todos os cidadãos tenham (...) uma justiça real, uma segurança efetiva, um ambiente saudável e paz".

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.