sicnot

Perfil

Mundo

Papa e patriarca ortodoxo concordam em cooperar na defesa do cristianismo

O papa Francisco e o patriarca ortodoxo russo Kiril concordaram esta sexta-feira com a possibilidade de católicos e ortodoxos cooperarem na defesa do cristianismo, depois de um encontro no aeroporto de Cuba.

© POOL New / Reuters

"Os resultados do encontro permitiram assegurar que atualmente as duas igrejas podem cooperar para defender o cristianismo no mundo", afirmou o patriarca da igreja ortodoxa russa.

O Papa Francisco afirmou, por seu lado, que ambos coincidiram que na "unidade se faz o caminho".

Francisco e Kiril realizaram hoje um encontro de cerca de duas horas no salão do protocolo do aeroporto de Havana, o primeiro entre os primados da igreja católica e ortodoxa desde a cisma (dissidência religiosa) de 1054.

"Tivemos uma discussão aberta, com pleno entendimento da responsabilidade das nossas igrejas com o nosso povo, o futuro do cristianismo e o futuro da civilização humana", indicou Kiril, depois de assinar com o papa Francisco uma declaração conjunta.

O patriarca russo disse também que ambos conversaram com "pleno sentido de responsabilidade e intenção de trabalhar em conjunto para terminar com as guerras e para que a vida humana se respeite em todo o mundo".

O papa Francisco referiu que o encontro com o patriarca ortodoxo terminou com uma "série de iniciativa" que considera "viáveis e possíveis de realizar" e agradeceu a "humildade fraterna" de Kiril.

Francisco agradeceu também a Cuba e ao povo cubano pela "disponibilidade ativa".

"Cuba será a capital da unidade", acrescentou o papa, que segue viagem para o México.

Lusa

  • "Até para o ano", a mensagem de Ronaldo para os adeptos do Real Madrid
  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabine e 170 pilotos.

  • O bombeiro herói que recebe 267 euros de pensão
    2:36
  • Funcionários dos EUA na Coreia do Norte para preparar cimeira
    2:19