sicnot

Perfil

Mundo

Ataques do Boko Haram fazem 30 mortos em duas aldeias da Nigéria

Trinta pessoas foram mortas em ataques do grupo islamita Boko Haram contra duas aldeias do nordeste da Nigéria, afirmou no sábado um guarda armado.

© Akintunde Akinleye / Reuters

Os atacantes chegaram, de bicicleta e miniautocarro, às aldeias isoladas de Yakhari e Kachifa, na sexta-feira à noite e no sábado.

Segundo um dos guardas armados que ajudam os militares a lutarem contra o Boko Haram, foram mortas 30 pessoas, das quais 22 em Yakhari, no sábado de manhã, antes de os atacantes saquearem pontos de venda de alimentos e roubarem vacas.

As restantes oito vítimas tinham sido assassinadas em Kahifa, na sexta-feira à noite.

"Pensamos que são os mesmos homens armados que conduziram os dois ataques", declarou o guarda, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.