sicnot

Perfil

Mundo

Obama vai nomear novo juiz para Supremo Tribunal antes de deixar a Casa Branca

Barack Obama vai nomear um novo juiz para o Supremo Tribunal antes de deixar a Casa Branca, para substituir o magistrado Antonin Scalia, falecido hoje aos 79 anos, apesar da ameaça de veto dos republicanos do Senado.

© Kevin Lamarque / Reuters

"Tenho a intenção de cumprir com a minha obrigação constitucional de nomear um sucessor em tempo adequado. Haverá muito tempo para o fazer e para que o Senado cumpra a sua responsabilidade", disse hoje o Presidente norte-americano.

"Estas são responsabilidades que encaro com muita seriedade, como estou certo que todos o fazem. São responsabilidades maiores que qualquer partido", acrescentou o Presidente em resposta às ameaças de veto dos republicanos do Senado, câmara encarregada de confirmar o substituto proposto por Obama.

Antonin Scalia, nomeado para o Supremo Tribunal em 1986 pelo ex-Presidente Ronald Reagan, foi encontrado morto em casa, tudo indica que por causas naturais.

A morte de Scalia abriu a porta à luta para eleger o seu sucessor, que deve ser nomeado pelo Presidente mas tem de ser confirmado pelo Senado.

O líder da maioria republicana na Câmara Alta, Mitch McConnell, ameaçou vetar qualquer substituto proposto por Obama, ao considerar que deve ser o próximo Presidente a eleger o novo juiz e, por isso, o lugar de Scalia deve ficar vago até que Obama deixe a Casa Branca, dentro de 11 meses.

"Os norte-americanos devem ter voz a seleção do novo juiz", afirmou McConnell em comunicado.

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos é formado por nove juízes, com cargos vitalícios. Até agora havia cinco conservadores e quatro progressistas, pelo que uma nova nomeação de Obama -- que já designou duas juízas -- poderia inclinar a balança a favor dos progressistas.

Lusa

  • Morreu juiz do Supremo Tribunal dos EUA

    Mundo

    Um juiz conservador do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, Antonin Scalia, morreu no sábado aos 79 anos, anunciaram responsáveis norte-americanos, com os republicanos a defenderem a sua substituição após as eleições presidenciais de novembro.

  • Quatro pessoas assassinadas em Barcelos

    País

    Quatro pessoas, entre elas uma grávida, foram assassinadas hoje em Tamel, no concelho de Barcelos. As vítimas terão sido esfaqueadas e o suspeito já se entregou.

    Em desenvolvimento

  • Défice de 2016 fica nos 2,1%

    Economia

    O défice orçamental ficou nos 2,1% do PIB em 2016, em linha com o previsto pelo Governo. É o valor mais baixo em democracia. Está aberto o caminho ao fim do Procedimento por Défices Excessivos.

    Em desenvolvimento

  • Libertado o ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak

    Mundo

    O ex-Presidente egípcio foi libertado hoje, depois de ter sido absolvido por um tribunal de recurso, no início deste mês. Hosni Mubarak estava agora confinado a um hospital militar. O antigo chefe de Estado tinha sido condenado em 2012 pela morte de manifestantes nos protestos da Primavera Árabe.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • "Nós aceitamos sempre os resultados das eleições"
    1:07

    País

    Durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa, o líder dos sociais-democratas garantiu que o partido tem fair-play mas disse que está nas eleições autárquicas para ganhar. Pedro Passos Coelho acrescentou ainda que o PSD aceita sempre os resultados das eleições.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Data e local da canonização serão anunciados a 20 de abril
    2:23

    País

    O Papa aprovou esta quinta-feira o decreto que valida o milagre atribuído a Francisco e Jacinta. A data e local da cerimónia da canonização dos pastorinhos serão anunciados a 20 de abril, na reunião de cardeais no Vaticano. O Bispo de Leiria/Fátima acredita que a cerimónia possa ser a 13 de maio, durante a visita do Papa a Fátima.