sicnot

Perfil

Mundo

Bombardeamentos na Síria fazem mais de 20 mortos

O número de mortos aumentou para mais de 20, em consequência dos raides aéreos de hoje em Azaz, no norte da Síria.

O Hospital dos Médicos sem Fronteiras em Azaz dava assistência básica a 40 mil pessoas.

O Hospital dos Médicos sem Fronteiras em Azaz dava assistência básica a 40 mil pessoas.

© Osman Orsal / Reuters

Na cidade de Azaz, perto da fronteira com a Turquia, vários mísseis destruiram dois hospitais e uma escola. Segundo médicos e residentes há pelo menos 14 mortos e 30 feridos.

Num outro ataque, quatro raides aéreos destruiram o Hospital dos Médicos Sem Fronteiras, na província de Idlib, no qual 54 auxiliares davam assistência básica de saúde a 40 mil pessoas. O presidente da organização não-governamental revelou horas depois do ataque que sete pessoas tinham morrido e que oito elementos da organização estavam desaparecidos.

A Turquia e a Organização dos Médicos sem Fronteiras defendem que os ataques foram bombardeamentos russos, enquanto que Moscovo alega que os alvos são grupos terroristas e não civis.

Este tipo de ataques a cidades repletas de rebeldes está a ajudar o exército sírio a avançar para Aleppo e caso o consigam será a maior vitória militar do presidente Bashar Al-Assad em cinco anos de guerra.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05