sicnot

Perfil

Mundo

Visita surpresa do emissário da ONU a Damasco

O emissário da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, era esperado hoje em Damasco para uma visita surpresa e deverá reunir-se na terça-feira com o chefe da diplomacia síria, Walid Mouallem, indicou fonte governamental na capital.

Staffan de Mistura, emissário da ONU para a Síria

Staffan de Mistura, emissário da ONU para a Síria

© Remo Casilli / Reuters

"Deve chegar esta tarde em Damasco e encontrar-se com Mouallem para discutir o reinício das negociações a 25 de fevereiro, o cessar-fogo e a ajuda humanitária aos locais cercados", precisou a mesma fonte, citada pela agência noticiosa France-Presse.

A duração desta visita não foi precisada. Mistura deveria participar terça-feira numa conferência de imprensa em Genebra, que foi adiada para sexta-feira.

Esta deslocação ocorre num período de particular tensão em torno do conflito sírio, que dura há cinco anos e já provocou mais de 260.000 mortos.

A Rússia, aliada do regime do Presidente sírio Bashar al-Assad, denunciou as "ações agressivas" da Turquia que significam na sua perspetiva "um apoio não dissimulado ao terrorismo internacional".

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, respondeu e acusou a Rússia de se comportar "como uma organização terrorista" na Síria, onde na perspetiva de Ancara conduz, à semelhança dos 'jihadistas' do Estado Islâmico (EI) "ataques bárbaros contra a população civil".

O chefe do Governo turco prometeu ainda uma "resposta extremamente resoluta" caso prossigam estes ataques.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.