sicnot

Perfil

Mundo

Suspeitos do atentado de agosto em Banguecoque presentes a tribunal

Os dois acusados pelo atentado à bomba de agosto passado em Banguecoque, que causou 20 mortos e uma centena de feridos, foram hoje presentes a um tribunal militar da Tailândia.

Suspeitos do atentado de agosto em Banguecoque presentes a tribunal

Suspeitos do atentado de agosto em Banguecoque presentes a tribunal

© Chaiwat Subprasom / Reuters

Os suspeitos -- Mohamad Bilal e Yusufu Mieraili -- chegaram com as mãos e os pés algemados ao tribunal, onde, em novembro último, receberam dez acusações, incluindo conspiração, homicídio premeditado e posse de explosivos.

Segundo a polícia, durante a investigação ambos admitiram a sua participação no atentado de 17 de agosto, mas na segunda-feira o seu advogado disse à imprensa que as confissões foram obtidas sob tortura.

Os acusados, identificados pelas autoridades como uigures, a minoria muçulmana da região chinesa do Xinjiang, são os únicos detidos pelo atentado que a polícia considera ter sido uma represália de grupos de crime organizado relativamente a uma suposta campanha contra o tráfico de seres humanos.

A investigação, com irregularidades e declarações contraditórias por parte da polícia e da junta militar, alimentou uma série de especulações sobre os motivos por detrás do atentado, cuja autoria não foi reivindicada.

Uma das teorias ligava o ato terrorista à deportação para a China, semanas antes, de uma centena de uigures que esperavam poder viajar para a Turquia em busca de asilo, hipótese alimentada por o templo onde ocorreu o ataque ser muito popular entre os turistas chineses.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.