sicnot

Perfil

Mundo

Aplicação ajuda a orientar utentes na estação mais concorrida do mundo

Uma companhia ferroviária japonesa criou uma aplicação para os utentes não se perderem na estação de Shinjuku, a mais concorrida do mundo, com uma afluência diária de 3,6 milhões de passageiros e mais de 200 saídas.

Estação de comboios de Shinjuku, Japão

Estação de comboios de Shinjuku, Japão

© Reuters Photographer / Reuter

A East Japan Railway, proprietária da maioria das mais de 20 linhas que convergem na estação, começou a testar esta semana a aplicação "Ekikonai Navi" (navegador do interior da estação) para que "os utentes consigam deslocar-se facilmente" pelo terminal, de acordo com a página digital da companhia.

A estação, um dos principais nós do extenso sistema de metropolitano e comboios de Tóquio, cidade com mais de 38 milhões de habitantes, é um complicado labirinto, mesmo para os utentes que a frequentam habitualmente, com 36 plataformas e mais de 200 saídas.

A aplicação, cuja versão experimental está disponível em japonês e inglês para sistemas iOS e Android, consiste num navegador que mostra o percurso mais adequado para chegar ao ponto de destino, a partir do local em que o utente se encontra.

Além de Shinjuku, a aplicação permite navegar por outra das estações mais frequentadas da capital, a estação central de Tóquio.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22