sicnot

Perfil

Mundo

Células T eficazes contra o cancro mas efeitos secundários preocupam investigadores

Programar células para combater o cancro é já uma realidade e um sucesso, a acreditar nos dados revelados pelos investigadores da Universidade de Washington. O ensaio clínico feito a 29 doentes com leucemia linfoblástica aguda, em estado terminal, conseguiu uma taxa de sucesso de 94%. O problema são os efeitos secundários.

Stanley Riddell, médico oncologista responsável pelo estudo

Stanley Riddell, médico oncologista responsável pelo estudo

Antes e depois do tratamento com recurso à técnica CAR T. Na tomografia da direita pode ver-se uma massa tumoral no rim antes da terapia que usa as células T. A imagem da esquerda mostra o tumor em remissão, dois meses depois.

Antes e depois do tratamento com recurso à técnica CAR T. Na tomografia da direita pode ver-se uma massa tumoral no rim antes da terapia que usa as células T. A imagem da esquerda mostra o tumor em remissão, dois meses depois.

http://www.fredhutch.org/en/news.html

A equipa liderada pelo oncologista Stanley Riddell, da Universidade de Washington, detetou alguns problemas no ensaio. Vários doentes, em resposta ao tratamento, desenvolveram uma inflamação generalizada no corpo, também conhecida por Síndrome da Libertação de Citocinas. Tiveram de ser internados nos cuidados intensivos. Dois perderam a vida.

Os investigadores consideram, no entanto, estes riscos aceitáveis tendo em conta o prognóstico: doentes terminais, que esgotaram os tratamentos, e cuja esperança de vida era de apenas alguns meses.

Neste ensaio clínico participaram 29 pessoas com leucemia linfoblástica aguda. A equipa usou a técnica denominada por CAR-T: foram recolhidos os linfócitos T, modificados ou reprogramados para que reconhecessem as células do tumorais e injetados no paciente.

Depois foi esperar que o sistema imunitário tratasse do resto, ou seja, que linfócitos eliminassem as células doentes, tal como acontece numa gripe.
E aconteceu, 27 dos 29 doentes mostraram estar em remissão completa.

Sabe-se agora que as células T podem permanecer no organismo pelo menos 14 anos.

Desconhece-se, no entanto se esta terapia será também eficaz contra outros tipos de cancro com tumores sólidos, como cancro da mama.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.