sicnot

Perfil

Mundo

Instituto Jacques Delors abre arquivo privado do ex-presidente da Comissão Europeia

O Instituto Jacques Delors abriu hoje ao público os arquivos privados entre 1984 e 1994 do seu fundador e antigo presidente da Comissão Europeia, no dia em que se assinalam os 30 anos do Ato Único Europeu.

Jacques Delors, ex-presidente da Comissão Europeia.

Jacques Delors, ex-presidente da Comissão Europeia.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters (Arquivo)

O acervo, destaca o 'think tank' em comunicado, é composto por textos de intervenções de Jacques Delors, entrevistas e artigos de imprensa, notas preparatórias e relatórios de encontros de alto nível mantidos pelo 8.º presidente da Comissão Europeia.

O político francês, nascido a 20 de julho de 1925, é considerado o grande reformista do bloco europeu, tendo sido responsável pela entrada em vigor do Ato Único Europeu (em 1987) - que originou o mercado interno - e do Tratado de Maastricht (1993), que criou a União Europeia.

O Ato Único Europeu, assinado no Luxemburgo a 17 de fevereiro de 1986, relançou o processo de construção europeia para a conclusão do mercado interno, então definido como "um espaço sem fronteiras internas, no qual a livre circulação das mercadorias, das pessoas, dos serviços e dos capitais é assegurada".

Os arquivos agora tornados públicos incluem ainda documentação sobre o processo da União Económica e Monetária e a criação da moeda única, bem como sobre a reunificação alemã e o desmembramento da União Soviética, entre outros.

O Instituto Jacques Delors é atualmente presidido pelo antigo vice-primeiro-ministro de António Guterres e ex-comissário europeu para a Justiça e Assuntos Internos António Vitorino.

Jacques Delors esteve dez anos à frente da Comissão Europeia (1985-1995), recorde apenas igualado por José Manuel Durão Barroso (2004-2014).

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.