sicnot

Perfil

Mundo

Juíza obriga Apple a desbloquear iPhone de autor de tiroteio na Califórnia

Uma juíza federal dos Estados Unidos ordenou, esta terça-feira, à Apple que ajude o FBI a desbloquear e a aceder ao iPhone utilizado por um dos autores do tiroteio ocorrido em dezembro, em San Bernardino (Califórnia), em que morreram 14 pessoas.

Catorze pessoas morreram e 21 outras ficaram feridas, a 2 de dezembro, no ataque ao Centro Regional Inland, na localidade de San Bernardino

Catorze pessoas morreram e 21 outras ficaram feridas, a 2 de dezembro, no ataque ao Centro Regional Inland, na localidade de San Bernardino

© Mike Blake / Reuters

Segundo a ordem emitida pela magistrada Sheri Pym, a Apple deverá providenciar ao FBI "assistência técnica razoável" para que aceda ao telemóvel, o que, na prática, significa "pirateá-lo" para desativar o sistema de segurança que elimina os dados do aparelho se não for introduzido o código correto após várias tentativas.

Se a Apple desativar esta função, os investigadores federais podem ter todas as combinações que sejam necessárias para o código de segurança pessoal do iPhone sem receio de que se percam os dados e, quando acertarem, aceder a toda a informação que contém.

O telemóvel era operado por Syed Farook, um dos autores do massacre, apesar de ser propriedade do seu empregador, a administração do condado de San Bernardino, que já deu o seu consentimento.

O aparelho foi encontrado pelos agentes no veículo em que Syed Farook, de nacionalidade norte-americana, e da sua mulher, Tashfeen Malik, paquistanesa, fugiram antes de serem abatidos.

Catorze pessoas morreram e 21 outras ficaram feridas, a 02 de dezembro, quando Farook e Malik, presumíveis seguidores do grupo extremista Estado Islâmico (EI), atacaram o Centro Regional Inland, na localidade de San Bernardino.

Lusa

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.