sicnot

Perfil

Mundo

Novo balanço aponta para 25 mortos no bombardeamento a um hospital na Síria

Pelo menos 25 pessoas morreram no bombardeamento de um hospital apoiado pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF), no noroeste da Síria, esta semana, disse hoje a organização não-governamental (ONG).

Nove funcionários hospitalares e 16 outras pessoas, incluindo doentes e uma criança, morreram na sequência do bombardeamento do hospital, na segunda-feira, na província de Idleb.

Nove funcionários hospitalares e 16 outras pessoas, incluindo doentes e uma criança, morreram na sequência do bombardeamento do hospital, na segunda-feira, na província de Idleb.

© Omar Sanadiki / Reuters

Ao rever em alta o balanço inicial de 11 mortos, uma porta-voz da MSF informou que nove funcionários hospitalares e 16 outras pessoas, incluindo doentes e uma criança, morreram na sequência do bombardeamento do hospital, na segunda-feira, na província de Idleb.

O bombardeamento causou pelo menos 11 feridos, incluindo dez funcionários do hospital, acrescentou.

A MSF não atribuiu qualquer responsabilidade pelo ataque, mas o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), uma ONG com sede em Londres, afirmou que o hospital foi alvo de um ataque aéreo russo.

Moscovo, que tem efetuado ataques aéreos para apoiar as forças do Presidente sírio, Bashar al-Assad, desde setembro, negou qualquer responsabilidade.

Pelo menos 50 pessoas morreram no bombardeamento, no início da semana, que vários governos ocidentais já condenaram.

Lusa

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.