sicnot

Perfil

Mundo

Novo balanço aponta para 25 mortos no bombardeamento a um hospital na Síria

Pelo menos 25 pessoas morreram no bombardeamento de um hospital apoiado pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF), no noroeste da Síria, esta semana, disse hoje a organização não-governamental (ONG).

Nove funcionários hospitalares e 16 outras pessoas, incluindo doentes e uma criança, morreram na sequência do bombardeamento do hospital, na segunda-feira, na província de Idleb.

Nove funcionários hospitalares e 16 outras pessoas, incluindo doentes e uma criança, morreram na sequência do bombardeamento do hospital, na segunda-feira, na província de Idleb.

© Omar Sanadiki / Reuters

Ao rever em alta o balanço inicial de 11 mortos, uma porta-voz da MSF informou que nove funcionários hospitalares e 16 outras pessoas, incluindo doentes e uma criança, morreram na sequência do bombardeamento do hospital, na segunda-feira, na província de Idleb.

O bombardeamento causou pelo menos 11 feridos, incluindo dez funcionários do hospital, acrescentou.

A MSF não atribuiu qualquer responsabilidade pelo ataque, mas o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), uma ONG com sede em Londres, afirmou que o hospital foi alvo de um ataque aéreo russo.

Moscovo, que tem efetuado ataques aéreos para apoiar as forças do Presidente sírio, Bashar al-Assad, desde setembro, negou qualquer responsabilidade.

Pelo menos 50 pessoas morreram no bombardeamento, no início da semana, que vários governos ocidentais já condenaram.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.