sicnot

Perfil

Mundo

Número de mortos no ataque em Ancara sobe para 28

Pelo menos 28 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas, nesta quarta-feira, na capital da Turquia. Um carro explodiu perto de autocarros militares que estavam próximos das Forças Armadas, do Parlamento e de outros edifícios do governo.

© Umit Bektas / Reuters

Os militares turcos condenaram aquilo que descreveram como um ataque terrorista aos autocarros, que estavam nos semáforos no centro administrativo da cidade.

Um porta-voz do governo anunciou que 28 pessoas morreram e 61 ficaram feridas no atentado.

O ministro da Justiça. Bekir Bozdag, descreveu-o como um ato de terrorismo e disse no Parlamento, onde estava a decorrer uma sessão quando o ataque aconteceu, que o carro explodiu numa parte da rua que estava limitada por veículos militares.

O primeiro-ministro, Ahmet Davutoglu, que tinha saído para ir a reuniões em Bruxelas, cancelou a viagem. Já o presidente, Tayyip Erdogan, adiou a visita ao Azerbaijão.

A resposabilidade do atentado ainda não foi atribuída.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.