sicnot

Perfil

Mundo

Número de mortos no ataque em Ancara sobe para 28

Pelo menos 28 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas, nesta quarta-feira, na capital da Turquia. Um carro explodiu perto de autocarros militares que estavam próximos das Forças Armadas, do Parlamento e de outros edifícios do governo.

© Umit Bektas / Reuters

Os militares turcos condenaram aquilo que descreveram como um ataque terrorista aos autocarros, que estavam nos semáforos no centro administrativo da cidade.

Um porta-voz do governo anunciou que 28 pessoas morreram e 61 ficaram feridas no atentado.

O ministro da Justiça. Bekir Bozdag, descreveu-o como um ato de terrorismo e disse no Parlamento, onde estava a decorrer uma sessão quando o ataque aconteceu, que o carro explodiu numa parte da rua que estava limitada por veículos militares.

O primeiro-ministro, Ahmet Davutoglu, que tinha saído para ir a reuniões em Bruxelas, cancelou a viagem. Já o presidente, Tayyip Erdogan, adiou a visita ao Azerbaijão.

A resposabilidade do atentado ainda não foi atribuída.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01