sicnot

Perfil

Mundo

"Onde está o meu umbigo?"

Um mulher de Houston, EUA, acordou sem umbigo após uma cirurgia plástica ao abdómen. Garante que vai processar o médico.

abc7

abc7

abc7

"Onde está o meu umbigo? Entrei com o meu umbigo e gostava de saber o que fez com ele", questionou Lori Jones, 45 anos, ao cirurgião Younan Nowzardan.

Jones conta à abc7 que juntou dinheiro para poder fazer alguns melhoramentos ao seu corpo, depois de múltiplas cesarianas. Entre eles, a remoção de uma hérnia umbilical e o alisamento da barriga. Depois de várias consultas e alguma pesquisa, acabou por escolher Younan Nowzardan, conhecido mundialmente e especializado no bypass gástrico em pacientes obesos.

"Como tinha o adesivo cirúrgico e a gaze, não conseguia ver a incisão, portanto pensei que tinha umbigo!", conta Jones. A paciente diz que, antes da cirurgia, não foi informada pelo médico dos riscos de poder vir a perder o umbigo.

A versão de Nowzardan é diferente.

"Nós dissemos-lhe antes, porque ela tinha feito uma cirurgia anterirmente naquela região e tinha uma cicatriz. E não havia maneira de salvar aquela zona. Podemos chamar Hollywood e nomeá-la para um Óscar", diz.

Segundo o cirurgião, após seis meses é possível recriar um umbigo, se Jones quiser. A paciente já declinou, no entanto, e afirma que o assunto vai ser tratado em tribunal.

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.