sicnot

Perfil

Mundo

Cameron não aceita proposta que não vá ao encontro dos interesses do Reino Unido

Cameron não aceita proposta que não vá ao encontro dos interesses do Reino Unido

David Cameron diz que não aceitará uma proposta que não vá ao encontro dos interesses do Reino Unido e adianta que espera chegar a um bom acordo com os líderes europeus.

À entrada para a Cimeira, o primeiro-ministro britânico admitiu que a negociação vai ser dificil, e que mais vale fazer as coisas bem do que ser apressado.

  • Líderes europeus debatem permanência do Reino Unido na UE
    2:04

    Mundo

    A permanência do Reino Unido na União Europeia vai estar em discussão em Bruxelas, na cimeira de líderes de hoje e amanhã. Na antevisão deste encontro, considerado decisivo, o presidente do Conselho Europeu voltou a conversar com o primeiro-ministro, David Cameron, e reconheceu que ainda há divergências e questões por resolver. Para além deste processo que ficou conhecido por "Brexit", a crise migratória será outro tema em debate.

  • Juncker diz que continuação do Reino Unido na EUA é o único plano em cima da mesa
    2:02

    Mundo

    O Presidente da Comissão Europeia diz que a manutenção do Reino Unido na União Europeia é o único plano em cima da mesa da cimeira de quinta e sexta-feira. Já o Presidente do Conselho Europeu alerta que o risco de separação é real. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, esteve hoje em reuniões em Bruxelas é a preparação para a cimeira em que se procura uma solução para as exigências britânicas.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual, onde aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.