sicnot

Perfil

Mundo

ONU alerta para situação crítica na América Central devido a El Nino

O Escritório de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) alertou hoje para a situação crítica dos países da América Central devido ao fenómeno meteorológico El Nino e pediu à comunidade internacional para ajudar as regiões afetadas.

© Stringer . / Reuters

"As regiões mais afetadas estão a colapsar e não têm meios para melhorar a situação. O El Nino é uma urgência alarmante a que devemos dar resposta quanto antes", assegurou em conferência de imprensa o diretor de operações da OCHA, John Ging, depois de visitar os territórios mais afetados.

John Ging explicou que a seca e as condições climáticas que têm de enfrentar os habitantes daquelas regiões estão a provocar a "marginalização e pobreza extremas", especialmente nas zonas rurais.

Os países mais afetados pelo El Nino são o Haiti, El Salvador, Nicarágua, Honduras e Colômbia.

É preciso a comunidade internacional "redobrar os esforços e doações" para diminuir a pobreza naquela região, pediu o responsável.

John Ging pediu também às associações e líderes mundiais que continuem a fazer donativos para atingirem o esforço financeiro que é necessário fazer para garantir as necessidades básicas naqueles territórios, nomeadamente comida, casa e saúde.

Lusa

  • Inverno de 2015 poderá ser marcado pelo regresso do El Nino
    3:14

    País

    O ano de 2015 poderá ser marcado pelo regresso do El Nino, segundo especialistas. Ou seja, o próximo inverno pode trazer ainda mais problemas do que o deste ano, que tem sido anormalmente pródigo em tempestades com forte agitação marítima. A SIC foi tentar perceber os fenómenos que estiveram na base de tantas alterações no clima.

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.