sicnot

Perfil

Mundo

Obama prepara viagem a Cuba em março

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prepara uma viagem a Cuba no próximo mês, segundo fontes citadas, esta quarta-feira, pela ABC News e CNN.

© Kevin Lamarque / Reuters

A concretizar-se, Obama tornar-se-á no primeiro Presidente dos Estados Unidos no ativo a pisar a ilha em mais de 80 anos.

Segundo a ABC News, o anúncio oficial da viagem vai ser feito hoje na Casa Branca por um alto quadro do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

A visita a Cuba constituiria o culminar do processo de normalização das relações anunciado por Washington e Havana em 2014, e a primeira desde a de Calvin Coolidge, em janeiro de 1928, que se deslocou à ilha para a Sexta Conferência Anual dos Estados Americanos, em Havana.

Segundo a ABC (American Broadcasting Company), a viagem está prevista para 21 e 22 de março, antes de Obama seguir para a Argentina.

Fonte oficial norte-americana, que também falou sob a condição de anonimato, confirmou à agência AFP que o anúncio da visita de Barack Obama a Cuba, inserida numa viagem à América Latina, vai ser feito hoje, bem como que esta terá lugar "nas próximas semanas".

O antigo Presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter foi a Cuba em 2002, ou seja, 20 anos depois de deixar o cargo, a convite do ex-líder cubano Fidel Castro.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.