sicnot

Perfil

Mundo

Turquia bombardeia bases do PKK em retaliação por atentado de Ancara

A Força Aérea turca bombardeou hoje bases dos rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no Iraque em retaliação pelo atentado de quarta-feira com um carro-bomba, que matou 28 pessoas no centro de Ancara, anunciou o exército.

© Ahmed Saad / Reuters

Os bombardeamentos tiveram como alvo um grupo de 60 a 70 combatentes do PKK, incluindo oficiais, na zona de Haftanin, perto da fronteira com a Síria, precisou o comando militar no seu 'site' na internet.

O acampamento de Haftanin é uma das mais importantes bases dos rebeldes curdos nas montanhas do norte do Iraque.

Desde a retoma dos combates entre as forças de segurança turcas e o PKK no verão passado, os aviões de guerra turcos realizaram vários ataques contra os campos.

Após um cessar-fogo de mais de dois anos, os confrontos, com vítimas mortais, recomeçaram no verão passado entre as forças de segurança turcas e o PKK no sudeste da Turquia, uma região de maioria curda.

Os combates travaram as negociações de paz com o governo iniciadas no outono de 2012 e que pretendiam colocar um ponto final no conflito curdo, que fez mais de 40.000 mortos desde 1984.

O ataque de quarta-feira em Ancara ainda não foi reivindicado, mas o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, já adiantou que o autor era um cidadão sírio.

"Este ataque terrorista foi cometido por elementos da organização terrorista PKK na Turquia e por um miliciano da Unidades de Proteção do Povo (YPG)", declarou Ahmet Davutoglu aos jornalistas, adiantando que a polícia já fez nove detenções no âmbito do inquérito aberto.

Lusa

  • Eurodeputados visitam campo de refugiados na Turquia
    2:26

    SIC Europa

    11 milhões de sírios foram obrigados a fugir do país. A maior parte perdeu tudo e centenas de milhares sobrevivem agora em campos de refugiados espalhados sobretudo pelo Líbano, Jordânia ou Turquia que está a ser financiada pela Comssão Europeia para conter o fluxo de refugiados. Para 2016 e 2017 Ancara vai receber 3 mil milhões de euros do orçamento comunitário.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.