sicnot

Perfil

Mundo

Cardeal responsável pelas finanças do Vaticano nega acusações de pedofilia

O cardeal australiano George Pell, responsável pelas finanças do Vaticano, nega qualquer envolvimento em alegados abusos sexuais de menores.

© Tony Gentile / Reuters

George Pell, de 74 anos, terá sido investigado por alegados abusos, cometidos enquanto estava ao serviço da igreja católica australiana. Segundo o jornal Sun Herald, a polícia tinha recolhido provas de alegados abusos de crianças, ao longo de um ano.

Pell, que chegou a ser visto como potencial candidato a papa, foi chamado no início da semana a testemunhar por video-conferência, uma vez que sofre de problemas cardiacos.

"As acusações não têm qualquer fundamento e são absolutamente falsas", de acordo com um comunicado do gabinete de Pell, presidente do departamento de Economia do Vaticano.

Numa longa declaração, o cardeal desafiou também a polícia e o governo a investigarem a origem da denúncia.

Com Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.