sicnot

Perfil

Mundo

Cardeal responsável pelas finanças do Vaticano nega acusações de pedofilia

O cardeal australiano George Pell, responsável pelas finanças do Vaticano, nega qualquer envolvimento em alegados abusos sexuais de menores.

© Tony Gentile / Reuters

George Pell, de 74 anos, terá sido investigado por alegados abusos, cometidos enquanto estava ao serviço da igreja católica australiana. Segundo o jornal Sun Herald, a polícia tinha recolhido provas de alegados abusos de crianças, ao longo de um ano.

Pell, que chegou a ser visto como potencial candidato a papa, foi chamado no início da semana a testemunhar por video-conferência, uma vez que sofre de problemas cardiacos.

"As acusações não têm qualquer fundamento e são absolutamente falsas", de acordo com um comunicado do gabinete de Pell, presidente do departamento de Economia do Vaticano.

Numa longa declaração, o cardeal desafiou também a polícia e o governo a investigarem a origem da denúncia.

Com Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.