sicnot

Perfil

Mundo

Casamento com três mil casais na Coreia do Sul

GALERIA DE FOTOS

Milhares de casais participaram hoje num casamento em massa promovido pela Igreja da Unificação na Coreia do Sul, com a viúva do fundador da instituição, Sun Myung Moon, a presidir ao evento num estádio desportivo.

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

© Kim Hong-Ji / Reuters

Três mil casais vestidos de igual provenientes de 62 países, incluindo 1.000 novos casais e 2.000 pares já casados, participaram na cerimónia que se prolongou por três horas em Gapyeong, local da sede da igreja na Coreia do Sul.

Os casamentos em massa, frequentemente realizados em estádios com milhares de casais, têm sido uma das atividades de assinatura da igreja, fundada por Moon em 1954.

Sun Myung Moon morreu em setembro de 2012, com 92 anos. A viúva, Hak Ja Han, que presidiu à cerimónia de hoje, instou os crentes a fazerem esforços para completar a missão de "construir o céu na terra" até ao ano de 2020.

A igreja começou a organizar estes eventos nos anos 1960, no início apenas com algumas dezenas de casais, mas desde então os números cresceram exponencialmente.

Em 1997, 30.000 casais deram o nó em Washington e dois anos depois cerca de 21.000 encheram o Estádio Olímpico em Seul.

A maioria era apresentada pessoalmente por Moon, que acreditava que o amor romântico levava à promiscuidade e ao desentendimento, gerando sociedades disfuncionais.

A preferência de Moon para a mistura de diferentes culturas significava que muitas vezes os casais não tinham uma língua em comum.

Com Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.