sicnot

Perfil

Mundo

O mundo tem 3,2 mil milhões de internautas

O número de pessoas no mundo com acesso à internet aumentou para 3,2 mil milhões no final de 2015, mas outras 4,1 mil milhões não podem estar 'online', segundo um estudo publicado pela rede social norte-americana Facebook.

© Darren Staples / Reuters

Cerca de 200 milhões de pessoas passaram a ter acesso à internet no ano passado, com "dados mais acessíveis e um aumento das receitas mundiais", precisa-se no relatório sobre "o estado da conectividade", o segundo deste tipo publicado pelo grupo.

De acordo com o Facebook, o resto da população mundial precisa de ajuda para poder aceder à rede e às oportunidades económicas que representa.

"O mundo desenvolvido está largamente 'online', mas o mundo em desenvolvimento está muito atrás", escreve o grupo, que tem um interesse financeiro em que o maior número de pessoas possível possa conectar-se e eventualmente ligar-se aos seus serviços.

"As zonas urbanas estão conectadas, muitas zonas rurais não estão. Onde há menos dinheiro é menor a possibilidade de estar em linha. Em muitos países, as mulheres usam menos a internet do que os homens. Mesmo que o mundo inteiro fosse dotado das infraestruturas necessárias, cerca de mil milhões de pessoas permaneceriam analfabetas ou incapazes de beneficiar dos conteúdos online", detalha-se no documento.

No relatório, afirma-se que melhorar o acesso à internet é "um desafio maior", que vai exigir "a cooperação de muitas partes através da inovação e do investimento".

Os autores do estudo dizem ainda que sem mudanças significativas no panorama atual, mais de três mil milhões de pessoas continuarão offline em 2020.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.