sicnot

Perfil

Mundo

O mundo tem 3,2 mil milhões de internautas

O número de pessoas no mundo com acesso à internet aumentou para 3,2 mil milhões no final de 2015, mas outras 4,1 mil milhões não podem estar 'online', segundo um estudo publicado pela rede social norte-americana Facebook.

© Darren Staples / Reuters

Cerca de 200 milhões de pessoas passaram a ter acesso à internet no ano passado, com "dados mais acessíveis e um aumento das receitas mundiais", precisa-se no relatório sobre "o estado da conectividade", o segundo deste tipo publicado pelo grupo.

De acordo com o Facebook, o resto da população mundial precisa de ajuda para poder aceder à rede e às oportunidades económicas que representa.

"O mundo desenvolvido está largamente 'online', mas o mundo em desenvolvimento está muito atrás", escreve o grupo, que tem um interesse financeiro em que o maior número de pessoas possível possa conectar-se e eventualmente ligar-se aos seus serviços.

"As zonas urbanas estão conectadas, muitas zonas rurais não estão. Onde há menos dinheiro é menor a possibilidade de estar em linha. Em muitos países, as mulheres usam menos a internet do que os homens. Mesmo que o mundo inteiro fosse dotado das infraestruturas necessárias, cerca de mil milhões de pessoas permaneceriam analfabetas ou incapazes de beneficiar dos conteúdos online", detalha-se no documento.

No relatório, afirma-se que melhorar o acesso à internet é "um desafio maior", que vai exigir "a cooperação de muitas partes através da inovação e do investimento".

Os autores do estudo dizem ainda que sem mudanças significativas no panorama atual, mais de três mil milhões de pessoas continuarão offline em 2020.

Lusa

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.