sicnot

Perfil

Mundo

Inspeção-geral da Saúde angolana detetou 212 falsos profissionais desde 2012

As autoridades angolanas detetaram, nos últimos três anos, 212 falsos profissionais no serviço nacional de saúde, revelou hoje o inspetor-geral do Ministério da Saúde, Miguel Oliveira.

A informação foi transmitida à margem do Seminário Metodológico sobre o Papel dos Serviços de Inspeção na Gestão dos Efetivos da Função Pública, promovido hoje pelo Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social.

O responsável, que considerou oportuno o seminário para abordagem de diversos aspetos ligados à fiscalização da gestão dos recursos humanos, lamentou que alguns indivíduos apresentem certificados falsos na obtenção de emprego.

"Para terem uma ideia, nós em média encontramos no trabalho feito até hoje, 50 profissionais falsos por ano. De 2012 até hoje foram detetados no serviço nacional de saúde 212 profissionais", referiu Miguel Oliveira.

O ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, António Pitra Neto, apelou o reforço dos serviços de inspeção, para que as leis angolanas sejam cada vez mais respeitadas, bem como a modernização dos serviços, através de novas ferramentas digitais.

"Estamos certos que a atuação dos serviços de inspeção, na base desses princípios e critérios e, em conjunto com outras iniciativas, contribui de modo eficaz e gradual para elevar os índices de prevenção de irregularidades e incumprimentos", disse o governante angolano.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.