sicnot

Perfil

Mundo

Principais grupos da oposição síria confirmam trégua temporária de duas semanas

Os principais grupos da oposição síria afirmaram hoje o seu compromisso com uma "trégua temporária de duas semanas", através de um comunicado publicado sobre o cessar-fogo que entra em vigor no sábado.

Um rapaz com uma bandeira da oposição síria.

Um rapaz com uma bandeira da oposição síria.

© Bassam Khabieh / Reuters

"O Alto Comité das Negociações considerou que uma trégua temporária de duas semanas será uma oportunidade para verificar a seriedade do compromisso da outra parte", refere o texto divulgado após uma reunião em Riade.

O Alto Comité das Negociações agrupa os principais grupos da oposição política e militar síria.

Os Estados Unidos e a Rússia chegaram a um acordo de cessar-fogo na Síria a partir das 00:00 de sábado em Damasco (22:00 de sexta-feira em Lisboa).

A cessação das hostilidades -- que desde há cinco anos provocou centenas de milhares de mortos e milhões de refugiados -- não abrange no entanto o grupo 'jihadista' autoproclamado Estado Islâmico (EI) e a Frente al-Nursa, o ramo da Al-Qaida na Síria.

O Presidente da Síria, Bashar al-Assad, confirmou também estar pronto para contribuir para a implementação do cessar-fogo.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.