sicnot

Perfil

Mundo

Canábis leva cada vez mais visitantes do Colorado ao hospital

Um número crescente de visitantes que se desloca ao Colorado, primeiro estado norte-americano a legalizar a venda de canábis, em 2014, está a recorrer aos serviços de urgência por consumo excessivo desta substância, revela um estudo.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Steve Dipaola / Reuters

"As deslocações às urgências [hospitalares] devidas ao consumo de canábis aumentaram mais entre as pessoas que não residem no Colorado, do que entre a que habitam no Estado", constatou Howard Kim, da Faculdade de Medicina da Universidade Northwestern, principal autor do estudo, publicado na revista New England Journal of Medicine.

"Isso pode indicar que os não residentes do Estado não foram bem informados sobre os efeitos nefastos da marijuana", estimou.

Estes efeitos podem ser ansiedade, alucinações, alteração das capacidades mentais, sintomas cardiovasculares (aceleração do ritmo cardíaco, palpitações e hipertensão), dores gastrointestinais e vómitos.

Os investigadores sublinham que as doses excessivas ocorrem com mais frequência quando a droga é consumida na forma comestível, por exemplo, em biscoitos, porque estes utilizadores não se dão conta imediatamente dos efeitos da canábis.

"As pessoas que comem produtos com marijuana não sentem qualquer efeito no momento, o que os conduz a consumir mais", explicou Kim, acrescentando: "E quando os efeitos se fazem sentir são muito mais potentes".

Acresce que o conteúdo em canábis destes produtos comestíveis varia enormemente, sendo difícil saber qual a dose exata absorvida.

Os visitantes do Colorado, vindos de outro Estado dos EUA ou do estrangeiro, que se deslocaram às urgências com sintomas de overdose de canábis representaram 163 visitas em cada 10 mil em 2014, contra um rácio de 78 em 2012, o que é um aumento de 109%.

Entre os habitantes do Colorado, este rácio das deslocações às urgências passou de 70 em 2012 para 101 em 2014, o que significa um aumento de 44%.

"Notámos que estes visitantes externos tinham vindo ao Colorado por outras razões, que não para consumir canábis: vinham visitar a família ou fazer negócios", afirmou Kim, adiantando: "Deram por si no hospital porque quiseram experimentar um pouco de marijuana".

A maior parte foi tratada e saiu do hospital ao fim de algumas horas.

Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16