sicnot

Perfil

Mundo

Canábis leva cada vez mais visitantes do Colorado ao hospital

Um número crescente de visitantes que se desloca ao Colorado, primeiro estado norte-americano a legalizar a venda de canábis, em 2014, está a recorrer aos serviços de urgência por consumo excessivo desta substância, revela um estudo.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Steve Dipaola / Reuters

"As deslocações às urgências [hospitalares] devidas ao consumo de canábis aumentaram mais entre as pessoas que não residem no Colorado, do que entre a que habitam no Estado", constatou Howard Kim, da Faculdade de Medicina da Universidade Northwestern, principal autor do estudo, publicado na revista New England Journal of Medicine.

"Isso pode indicar que os não residentes do Estado não foram bem informados sobre os efeitos nefastos da marijuana", estimou.

Estes efeitos podem ser ansiedade, alucinações, alteração das capacidades mentais, sintomas cardiovasculares (aceleração do ritmo cardíaco, palpitações e hipertensão), dores gastrointestinais e vómitos.

Os investigadores sublinham que as doses excessivas ocorrem com mais frequência quando a droga é consumida na forma comestível, por exemplo, em biscoitos, porque estes utilizadores não se dão conta imediatamente dos efeitos da canábis.

"As pessoas que comem produtos com marijuana não sentem qualquer efeito no momento, o que os conduz a consumir mais", explicou Kim, acrescentando: "E quando os efeitos se fazem sentir são muito mais potentes".

Acresce que o conteúdo em canábis destes produtos comestíveis varia enormemente, sendo difícil saber qual a dose exata absorvida.

Os visitantes do Colorado, vindos de outro Estado dos EUA ou do estrangeiro, que se deslocaram às urgências com sintomas de overdose de canábis representaram 163 visitas em cada 10 mil em 2014, contra um rácio de 78 em 2012, o que é um aumento de 109%.

Entre os habitantes do Colorado, este rácio das deslocações às urgências passou de 70 em 2012 para 101 em 2014, o que significa um aumento de 44%.

"Notámos que estes visitantes externos tinham vindo ao Colorado por outras razões, que não para consumir canábis: vinham visitar a família ou fazer negócios", afirmou Kim, adiantando: "Deram por si no hospital porque quiseram experimentar um pouco de marijuana".

A maior parte foi tratada e saiu do hospital ao fim de algumas horas.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.