sicnot

Perfil

Mundo

Mais dois satélites para o sistema europeu de navegação Galileo

O sistema de navegação por satélite da União Europeia (UE), conhecido como Galileo, vai lançar no próximo mês de maio dois satélites adicionais, de forma a agilizar os seus serviços, anunciou hoje o consórcio aeroespacial Arianespace.

A Europa trabalha há várias décadas no Galileo, o primeiro serviço europeu de navegação por satélite de uso civil e não controlado pelas forças armadas, como o seu concorrente norte-americano GPS. (arquivo)

A Europa trabalha há várias décadas no Galileo, o primeiro serviço europeu de navegação por satélite de uso civil e não controlado pelas forças armadas, como o seu concorrente norte-americano GPS. (arquivo)

© Benoit Tessier / Reuters

Os dois satélites serão colocados em órbita pela mesma nave, um foguete Soyuz, que vai descolar do Centro Espacial Europeu de Kuru, na Guiana Francesa.

Com estes dispositivos adicionais, o sistema, que foi desenvolvido em parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA) para competir com o sistema de navegação por satélite norte-americano GPS (Global Positioning System), lançará este ano um total de seis satélites, os mesmo que em 2015.

No total, o sistema Galileo terá no final deste ano 18 dispositivos, dos 30 necessários para completar o sistema de navegação.

A Europa trabalha há várias décadas no Galileo, o primeiro serviço europeu de navegação por satélite de uso civil e não controlado pelas forças armadas, como o seu concorrente norte-americano GPS.

Após várias derrapagens orçamentais e atrasos, os primeiros satélites do sistema Galileo entraram em órbita em outubro de 2011. É esperado que o sistema ofereça um serviço completo em 2020.

Lusa

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.