sicnot

Perfil

Mundo

Perto de 100 fações rebeldes aceitaram cessar-fogo na Síria

​Perto de 100 fações rebeldes aceitaram respeitar o acordo Rússia-EUA de cessar-fogo na Síria, anunciou hoje o Alto Comité das Negociações, que integra os principais grupos da oposição e rebelião, a algumas horas da entrada em vigor da trégua.

O cessar-fogo entre o regime de Assad e os rebeldes deve começar às 22:00 GMT (mesma hora em Lisboa) de hoje.

O cessar-fogo entre o regime de Assad e os rebeldes deve começar às 22:00 GMT (mesma hora em Lisboa) de hoje.

© Rodi Said / Reuters

"As fações do Exército Sírio Livre e da oposição armada estão de acordo em respeitar a trégua que durará duas semanas (...)", indicou aquele comité num comunicado enviado à agência France Presse, falando de "97 fações rebeldes".

O Alto Comité das Negociações precisa que uma comissão militar presidida pelo seu coordenador-geral Riad Hijab foi formada "para o acompanhamento e coordenação" da aplicação da trégua.

Sublinha o seu envolvimento num acordo político "garantindo um processo de transição na Síria, com um organismo de transição dotado do conjunto dos poderes executivo e no qual não há lugar para (o presidente sírio) Bashar al-Assad e a sua clique", adianta o comunicado.

O cessar-fogo entre o regime de Assad e os rebeldes deve começar às 22:00 TMG (mesma hora em Lisboa) de hoje.

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual em que aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.