sicnot

Perfil

Mundo

Ex-Presidentes do México comparam Trump a Hitler

Dois antigos Presidentes do México, Felipe Calderon e Vicente Fox, compararam o norte-americano aspirante a candidato à Casa Branca Donald Trump ao nazi Adolf Hitler.

Não é apenas na Carolina do Sul, onde os americanos são chamados a votar este sábado para escolher os candidatos do partido republicano, mas em toda a América a campanha do milionário parece ter dado o salto.

Não é apenas na Carolina do Sul, onde os americanos são chamados a votar este sábado para escolher os candidatos do partido republicano, mas em toda a América a campanha do milionário parece ter dado o salto.

Andrew Harnik / AP

Calderón, do conservador Partido de Ação Nacional e Presidente do México entre 2006 e 2012, considerou no sábado que Trump está a alimentar o antiamericanismo em todo o mundo e que o discurso anti-imigração do milionário é direcionado para "os migrantes que têm uma cor diferente da dele".

"E isso é francamente racista", disse Calderón a jornalistas na Cidade do México.

Para o antigo Presidente mexicano, Trump está a explorar os medos sociais como "o próprio Hitler fez no seu tempo".

Também Vicente Fox, Presidente do México de 2000 a 2005, fez a mesma comparação.

"Lembra-me Hitler. Foi assim que ele começou a falar", disse Fox à CNN.

Donald Trump, que aspira a ser o candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais norte-americanas deste ano, enfureceu os mexicanos com as suas posições sobre a imigração e quando declarou que o México envia violadores e traficantes para os Estados Unidos e defendeu a construção de um muro entre os dois países.

O atual Presidência do México, liderada por Enrique Pena Nieto, já considerou os comentários de Trump "preconceituosos e absurdos".

Na quinta-feira, durante uma visita ao México, o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, considerou que a mensagem de alguns candidatos às eleições norte-americanas deste ano é "perigosa" e causa danos, mas considerou que o atual episódio de "xenofobia" vai passar.

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.