sicnot

Perfil

Mundo

Reformistas e aliados do Presidente com todos os assentos de Teerão

A lista "Esperança", que junta reformistas e moderados que apoiam o Presidente do Irão, ganharam todos os 30 assentos parlamentares de Teerão, a capital do pais, nas eleições de sexta-feira, noticiou hoje a televisão estatal.

AP

Segundo estes resultados (quando estão contados 90% dos votos), o candidato que encabeçava a lista dos conservadores, Gholam-Ali Hadad Adel, surge em 31.º lugar, pelo que não será eleito.

A lista de reformistas e moderados em Teerão é liderada por Mohammad Reza Aref, antigo candidato reformista às presidenciais de 2013 que se retirou a favor do moderado Hassan Rohani, hoje Presidente do Irão, que foi eleito à primeira volta.

Hassan Rohani espera obter uma maioria no Parlamento, atualmente dominado pelos conservadores, para poder prosseguir a sua política de abertura.

As eleições realizadas na sexta-feira elegem o Parlamento e a Assembleia de Especialistas, religiosos que escolhem e podem demitir o guia supremo.

Foram as primeiras eleições desde o acordo nuclear do Governo de Rohani com as potências mundiais.

As eleições são um teste à influência do Presidente, que luta para reconstruir a economia do Irão após o levantamento das sanções internacionais na sequência do acordo.

O impasse no dossiê nuclear durante 13 anos levou a moeda iraniana, o rial, a desvalorizar-se em dois terços, destruindo o poder de compra. A taxa de desemprego oficial é de 10%, mas sobe para os 25% entre os jovens.

Lusa

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.