sicnot

Perfil

Mundo

Brasil disponível para acolher pessoas afetadas por crises humanitárias

A ministra das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos brasileira, Nilma Lino Gomes, disse à Lusa, em Genebra, que o seu país está disposto em acolher pessoas afetadas por crises humanitárias.

(Reuters / Arquivo)

(Reuters / Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

"Temos como orientação ser abertos para receber aqueles que precisam de refúgio devido a situações de vulnerabilidade neste contexto internacional", salientou a ministra, que participava na 31ª sessão do Conselho de Direitos Humanos (CDH).

O Brasil tem adotado uma política de concessão de vistos, com base humanitária, a pessoas afetadas pelo conflito sírio e estabeleceu recentemente uma parceria com Alto Comissariado das Nações Unidas para os refugiados (ACNUR) para facilitar o processo de obtenção de vistos.

A ministra recordou que o Brasil acolheu, nos últimos anos, sírios, palestinianos, haitianos e colombianos e contabilizou atualmente no seu território mais 81 nacionalidades.

Segundo declarações da embaixadora Regina Maria Cordeiro Dunlop, em Genebra, "cerca de 10.000 vistos com base humanitária foram concedidos a pessoas afetadas pelo conflito sírio."

Por outro lado, a embaixadora acrescentou que o Brasil tem dobrado a sua capacidade interna para acolher refugiados de países em conflito e de outros, dando o exemplo de 65.000 haitianos.

Na sua intervenção no CDH, a ministra brasileira também salientou os progressos realizados na luta contra o racismo e em matéria dos direitos das mulheres, das crianças, de pessoas com deficiências, dos idosos e das pessoas LGBTI (Lésbicas, Gay, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais).

Fundado em 2006, o CDH é composto por 47 Estados-membros, eleitos por três anos pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

O Brasil é candidato para ser membro do Conselho dos Direitos Humanos em 2017.

Lusa

  • Governo admite subir preço da água para promover a poupança
    3:48

    Economia

    O Governo admite aumentar o preço da água para promover a poupança, numa altura em que o país está em seca extrema. Contudo, a eficácia da medida está comprometida pelo menos no imediato. Qualquer mexida no preço só poderá acontecer em 2019 porque as tarifas do próximo ano já estão decididas.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Cobra encontrada em comboio na Indonésia
    0:26

    Mundo

    Um passageiro usou as próprias mãos para retirar uma cobra que estava dentro de um comboio em Jacarta, na Indonésia. O vídeo foi gravado por um passageiro na passada terça-feira, 21 de novembro. A cobra estava na parte de cima da carruagem. Algumas testemunhas dizem que o réptil escapou da bagagem de um dos passageiros.

  • Pense bem antes de beijar um colega

    Mundo

    O tribunal da província espanhola de Huesca aceitou o pedido de indemnização de uma mulher que foi vítima de assédio sexual por parte de um colega de trabalho. A mulher terá pedido boleia ao colega que, dentro do carro, lhe passou a mão pelas pernas, mas não ficou por aí.

    SIC