sicnot

Perfil

Mundo

Estado de emergência na Amazónia peruana por derrames de petróleo

O Governo do Peru declarou no domingo o estado de emergência em 16 comunidades da floresta Amazónia devido a derrames de petróleo na região de Loreto, no nordeste do país.

Arquivo/Reuters

Arquivo/Reuters

© STRINGER Peru / Reuters


A medida, anunciada no diário oficial peruano e que envolve ajuda humanitária às comunidades e assistência nas operações de limpeza, irá perdurar por 60 dias e surge mais de um mês depois de ter sido reportado um derrame no distrito de Imaza, com uma população de 23.000 residentes.

Um segundo derrame foi registado a 03 de fevereiro no distrito de Morona, com 9.000 habitantes.

Em ambos os distritos, os moradores são predominantemente indígenas.

Os derrames ocorreram em secções de um oleoduto construído nos anos 1970 e gerido pela companhia estatal PetroPeru que movimenta petróleo a partir da floresta e pelas montanhas dos Andes até às refinarias, através de uma longa rota na costa norte peruana.

Segundo especialistas ambientais, os derrames devem-se à deterioração da infraestrutura, pelo que a PetroPeru foi multada em 3,6 milhões de dólares pela falta de manutenção do equipamento.

No início de fevereiro, o Governo considerou haver uma emergência ao nível da saúde na região por o petróleo ter poluído os rios que fornecem água potável nos distritos afetados.

Um grupo defensor dos direitos dos indígenas informou que desde 2010 ocorreram 11 derrames de petróleo na região amazónica do Peru.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46