sicnot

Perfil

Mundo

Falta de sono aumenta apetite por comida doce e salgada rica em gordura

A falta de sono aumenta no sangue um sinal químico que amplifica o gosto por comida e, em particular, por lanches doces e salgados ricos em gordura, segundo um estudo divulgado na revista Sleep.

O estudo, sobre a relação entre a privação de sono e o aumento de peso, foi realizado entre 14 jovens saudáveis voluntários, que quando privados de sono tinham preferência por comer biscoitos, caramelos ou batatas fritas, alimentos que os cientistas consideraram como "gratificantes".

Os jovens comeram aquele tipo de alimentos apesar de apenas duas horas antes terem ingerido comida que satisfazia 90% das suas necessidades calóricas diárias.

"Descobrimos que a falta de sono estimula um sinal que aumenta o aspeto hedonista à ingestão de alimentos ou seja prazer e satisfação através dos alimentos", disse o endocrinologista da Universidade de Chicago, Erin Hanlon, um dos autores do estudo.

A falta de sono, segundo o endocrinologista, "parece aumentar" a vontade de ingerir alimentos, à semelhança daquilo que o ingrediente ativo da marijuana faz ao cérebro.

Os investigadores salientam no estudo que por cada hora extra acordado são necessários 17 calorias extra.

Por cada quatro horas de sono perdido, os voluntários precisariam de cerca de 70 calorias. No entanto, consumiram mais de 300 calorias, o que "pode causar um aumento significativo do peso".

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.