sicnot

Perfil

Mundo

Três ex-dirigentes da central nuclear de Fukushima acusados de negligência

Três antigos dirigentes da operadora da central nuclear japonesa de Fukushima foram formalmente acusados hoje de não terem tomado as medidas necessárias para evitar o desastre nuclear de 2011, informou a televisão pública NHK.

Três antigos dirigentes da operadora da central nuclear japonesa de Fukushima foram formalmente acusados de não terem tomado as medidas necessárias para evitar o desastre nuclear de 2011

Três antigos dirigentes da operadora da central nuclear japonesa de Fukushima foram formalmente acusados de não terem tomado as medidas necessárias para evitar o desastre nuclear de 2011

© KYODO Kyodo / Reuters

O então presidente da Tokyo Electric Power (TEPCO), Tsunehisa Katsumata, de 75 anos, e os ex-vice-presidentes Sakae Muto e Ichiro Takekuro, de 65 e 69 anos, respetivamente, foram acusados de negligência profissional que resultou em mortes e em feridos.

"Trata-se da primeira vez que a justiça se vai pronunciar sobre a culpabilidade de alguém no acidente nuclear de Fukushima", sublinhou a cadeia de televisão pública japonesa NHK.

Os três vão ser levados à justiça em conformidade com a decisão tomada, em julho, por um painel especial composto por cidadãos comuns -- pela segunda vez desde o acidente. O painel decidiu que estes homens deveriam ser alvo de um processo-crime ao abrigo da lei japonesa.

O Ministério Público recusou, por duas vezes, apresentar acusação contra os homens, citando a insuficiência de provas e a baixa probabilidade de condenação.

Segundo a NHK, os três acusados vão declarar-se não culpados, sob o argumento de que era impossível prever a dimensão do 'tsunami' que devastou a costa nordeste do Japão e causou o acidente nuclear.

O sismo seguido de 'tsunami' de 11 de março de 2011 fez 18.500 vítimas mortais, mas o desastre nuclear não é apontado como tendo sido a causa direta de morte de ninguém.

Os meios de comunicação social japoneses indicaram que as acusações estão relacionadas com a morte de mais de 40 pessoas, que já se encontravam doentes, que viviam perto da central e foram retiradas precipitadamente da zona antes de falecerem.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.