sicnot

Perfil

Mundo

Eleições para presidência de Myanmar antecipadas para 10 de março

O parlamento de Myanmar antecipou de 17 para 10 de março a eleição do novo Presidente do país, numa votação que manterá o veto à líder do movimento democrático, Aung San Suu Kyi, noticiam hoje os media locais.

© Soe Zeya Tun / Reuters

O novo chefe de Estado será eleito entre três candidatos, dois deles propostos por cada uma das câmaras do parlamento e um terceiro pelo exército, segundo prevê a Constituição aprovada pela última junta militar.

O partido da Liga Nacional para a Democracia (NLD), de Suu Kyi, tem a maioria parlamentar suficiente para determinar o futuro chefe de Estado, após a vitória nas eleições de novembro, mas a prémio Nobel da Paz não pode desempenhar o cargo.

Suu Kyi é impedida devido a um artigo da Constituição que veta para o cargo candidatos com familiares estrangeiros, caso da Nobel da Paz, viúva de um britânico e cujos dois filhos têm passaporte do Reino Unido.

O presidente do parlamento anunciou a antecipação na votação após várias semanas de negociações entre a NLD e os militares.

"Nós demos tempo com esperança de negociar com os militares a suspensão da seção (da Constituição) 59 f", disse um da NLD ao diário Myanmar Times, acrescentado que "uma vez que tal já não irá acontecer temos de deixar este plano. Voltaremos ao plano anterior que passa por nomear um presidente que atue como delegado no lugar de Suu Kyi".

Segundo o mesmo jornal, Suu Kyi assumiria o cargo de ministro do exterior no próximo Governo, o que lhe permitiria participar no Conselho Nacional de Defesa e Segurança.

Myanmar foi governado por generais entre 1962 a 2011, quando a última junta militar foi dissolvida após a transferência de poder para um governo civil de forma a começar um processo de reformas políticas, económicas e sociais.

Lusa

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.