sicnot

Perfil

Mundo

Exames de virgindade a mulheres afegãs são agressões sexuais, denuncia ONG

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) denunciou hoje os exames de virgindade feitos em mulheres e meninas afegãs por médicos mandatados pelo governo, que considerou como "agressões sexuais".

reuters

A condição das mulheres afegãs melhorou bastante depois do fim do regime dos talibãs, afastados do poder pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos em 2001.

Mas a sociedade mantém-se profundamente conservadora e a virgindade feminina é considerada um valor primordial. A lei permite a condenação de um mulher "até 15 anos de prisão" se for provado que manteve relações sexuais antes do casamento.

A comissão independente dos direitos humanos ouviu 53 mulheres afegãs originárias de uma dúzia de províncias sobre esta questão e 48 delas afirmaram ter sido sujeitas a exames de virgindade depois de acusadas de manterem relações sexuais antes do casamento.

Cerca de 20 mulheres foi obrigada a fazer "mais de um exame". Os exames "foram realizado por médicos que trabalham para o governo", afirma a organização não-governamental (ONG) norte-americana HRW.

"Uma mulher contou que seis pessoas estavam na sala durante o exame médico", lamentou a ONG. Uma das pacientes tinha apenas 13 anos, acrescentou.

Estes exames de virgindade constituem "agressões sexuais", por serem realizados sem o consentimento das mulheres, considerou a HRW, que citou um relatório de 2014 da Organização Mundial de Saúde (OMS) ao afirmar que estes exames "não têm qualquer validade científica".

A HRW pediu ao presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, que ponha fim à realização destes exames por decreto.

Ghani, no poder há cerca de ano e meio, fez da luta pela defesa dos direitos das mulheres, uma das prioridades do seu mandato.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.