sicnot

Perfil

Mundo

Facebook "desapontado" com prisão de executivo no Brasil

A rede social Facebook manifestou em comunicado o seu desapontamento pela prisão de Diego Jorge Dzodan, vice-presidente da empresa para a América Latina, detido hoje de manhã por agentes da Polícia Federal em São Paulo.

© Brendan McDermid / Reuters

"Estamos desapontados com a medida extrema e desproporcional de ter um executivo do Facebook escoltado até à delegacia devido a um caso envolvendo o (aplicativo) WhatsApp, que opera separadamente do Facebook", lê-se no comunicado.

A prisão preventiva foi decretada pelo juiz Marcel Maia Montalvão porque o Facebook não respeitou uma ordem judicial para a libertação de mensagens do aplicativo WhatsApp, trocadas por pessoas sob investigação por tráfico de drogas no Estado de Sergipe.

Face à negação de acesso aos dados, o juiz aplicou multas até decretar a prisão preventiva de Dzodan, responsável pelo Facebook no Brasil, acusado de impedir uma investigação policial.

Não foi a primeira vez que a empresa recusou dar informações solicitadas por um juiz brasileiro.

No ano passado, um tribunal de São Paulo determinou que as operadoras de telefonia móvel do país bloqueassem o acesso ao WhatsApp por um caso semelhante.

O aplicativo ficou fora do ar por horas porque a empresa recusou libertar mensagens trocadas por suspeitos de crime organizado.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22