sicnot

Perfil

Mundo

ONU informa que pelo menos 670 iraquianos foram mortos em fevereiro

Pelo menos 670 iraquianos morreram e 1.290 ficaram feridos em atos de terrorismo, violência e relacionados com o conflito armado no Iraque durante o mês de fevereiro, informou hoje a ONU.

NAWRAS AAMER

Segundo Missão da ONU no Iraque (UNAMI), entre o total de vítimas há 1.460 civis, dos quais 410 morreram, e 1.050 ficaram feridos.

Em janeiro, refere a UNAMI, 849 pessoas morreram e 1.450 ficaram feridas.

A UNAMI acrescentou que o mês de fevereiro ficou marcado pela "agressividade" de alguns ataques, que incluíram ataques suicidas contra lugares de culto, mercados e funerais.

O representante especial do secretário-geral da ONU para o Iraque, Jan Kubis, lamentou que sejam civis os mais afetados pela violência no país.

"A população é que continua a sofrer as consequências do conflito. Os civis representam dois terços do total de mortos e a maioria dos feridos em fevereiro. Isto é profundamente preocupante e desencorajador", disse.

Os números referem que as zonas mais afetadas pela violência são a província de Bagdade, seguida de Diyala e Ninive.

O Iraque enfrenta uma guerra contra o grupo extremista Estado Islâmico, que conquistou no passado verão grandes partes do território e proclamou um califado no país e na vizinha Síria.

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.