sicnot

Perfil

Mundo

ONU informa que pelo menos 670 iraquianos foram mortos em fevereiro

Pelo menos 670 iraquianos morreram e 1.290 ficaram feridos em atos de terrorismo, violência e relacionados com o conflito armado no Iraque durante o mês de fevereiro, informou hoje a ONU.

NAWRAS AAMER

Segundo Missão da ONU no Iraque (UNAMI), entre o total de vítimas há 1.460 civis, dos quais 410 morreram, e 1.050 ficaram feridos.

Em janeiro, refere a UNAMI, 849 pessoas morreram e 1.450 ficaram feridas.

A UNAMI acrescentou que o mês de fevereiro ficou marcado pela "agressividade" de alguns ataques, que incluíram ataques suicidas contra lugares de culto, mercados e funerais.

O representante especial do secretário-geral da ONU para o Iraque, Jan Kubis, lamentou que sejam civis os mais afetados pela violência no país.

"A população é que continua a sofrer as consequências do conflito. Os civis representam dois terços do total de mortos e a maioria dos feridos em fevereiro. Isto é profundamente preocupante e desencorajador", disse.

Os números referem que as zonas mais afetadas pela violência são a província de Bagdade, seguida de Diyala e Ninive.

O Iraque enfrenta uma guerra contra o grupo extremista Estado Islâmico, que conquistou no passado verão grandes partes do território e proclamou um califado no país e na vizinha Síria.

Lusa

  • Desde 2005 morreram 72 bombeiros mas ninguém sabe quantos ficaram feridos
    2:02

    Reportagem Especial

    "Vidas de Fogo" é a Reportagem Especial desta noite, sobre os bombeiros feridos em combate a incêndios florestais. Este ano, durante o período mais crítico dos fogos, vão estar no terreno quase 10.000 operacionais. Grande parte são bombeiros voluntários. Vamos contar cinco casos de bombeiros feridos em combate e tentar saber como se recupera de um acidente, como se vive depois de queimado e como se lida com a morte de colegas durante um fogo.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.