sicnot

Perfil

Mundo

Polícia belga recebeu alerta sobre irmãos Abdeslam em 2014

A polícia belga recebeu em julho de 2014, mais de um ano antes dos atentados de Paris, o alerta de que os irmãos Abdeslam preparavam um ataque e que a ameaça era iminente, noticia hoje o diário L'Echo.

AP

Segundo o jornal belga, a informação, "extremamente precisa e circunstanciada", foi transmitida num telefonema para a secção antiterrorista da polícia judiciária federal por uma fonte bem conhecida da polícia antiterrorista e considerada credível.

"Os irmãos Abdeslam, Salah e Brahim, preparam um atentado. Vocês devem fazer alguma coisa", terá dito a fonte, que tinha uma ligação direta aos irmãos, um dos quais é considerado um dos cabecilhas dos atentados de Paris, que a 13 de novembro de 2015 fizeram 130 mortos e mais de 300 feridos.

A fonte acrescentou que os irmãos já não escondiam as suas intenções jihadistas, nomeadamente no seio familiar, e contou como o autoproclamado Estado Islâmico e a Síria os fascinavam.

Relatou ainda que os irmãos mantinham contactos com Abdelhamid Abaaoud, atualmente considerado o comandante operacional dos atentados de Paris e já então bem conhecido dos serviços policiais.

Segundo o L'Echo, a informação entrou na divisão antiterrorista e circulou em vários grupos, tendo chegado ao conhecimento de entre 10 e 13 agentes polícia judiciária, mas ninguém terá tido em conta a gravidade da situação.

Em fevereiro de 2015, seis meses após a denúncia, a polícia local de Molenbeek terá realizado uma investigação que envolvia os irmãos Abdesla, mas um relatório da polícia federal considerou que os irmãos não constituíam uma ameaça e o Ministério Público acabou por arquivar o caso em junho de 2015.

Depois de o mundo se ter apercebido da implicação dos irmãos Abdeslam na preparação dos atentados de Paris, alguns inspetores contaram os pormenores deste caso à comissão de monitorização da polícia belga, que está agora a tentar rastrear o fio dos acontecimento

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.