sicnot

Perfil

Mundo

Polícia belga recebeu alerta sobre irmãos Abdeslam em 2014

A polícia belga recebeu em julho de 2014, mais de um ano antes dos atentados de Paris, o alerta de que os irmãos Abdeslam preparavam um ataque e que a ameaça era iminente, noticia hoje o diário L'Echo.

AP

Segundo o jornal belga, a informação, "extremamente precisa e circunstanciada", foi transmitida num telefonema para a secção antiterrorista da polícia judiciária federal por uma fonte bem conhecida da polícia antiterrorista e considerada credível.

"Os irmãos Abdeslam, Salah e Brahim, preparam um atentado. Vocês devem fazer alguma coisa", terá dito a fonte, que tinha uma ligação direta aos irmãos, um dos quais é considerado um dos cabecilhas dos atentados de Paris, que a 13 de novembro de 2015 fizeram 130 mortos e mais de 300 feridos.

A fonte acrescentou que os irmãos já não escondiam as suas intenções jihadistas, nomeadamente no seio familiar, e contou como o autoproclamado Estado Islâmico e a Síria os fascinavam.

Relatou ainda que os irmãos mantinham contactos com Abdelhamid Abaaoud, atualmente considerado o comandante operacional dos atentados de Paris e já então bem conhecido dos serviços policiais.

Segundo o L'Echo, a informação entrou na divisão antiterrorista e circulou em vários grupos, tendo chegado ao conhecimento de entre 10 e 13 agentes polícia judiciária, mas ninguém terá tido em conta a gravidade da situação.

Em fevereiro de 2015, seis meses após a denúncia, a polícia local de Molenbeek terá realizado uma investigação que envolvia os irmãos Abdesla, mas um relatório da polícia federal considerou que os irmãos não constituíam uma ameaça e o Ministério Público acabou por arquivar o caso em junho de 2015.

Depois de o mundo se ter apercebido da implicação dos irmãos Abdeslam na preparação dos atentados de Paris, alguns inspetores contaram os pormenores deste caso à comissão de monitorização da polícia belga, que está agora a tentar rastrear o fio dos acontecimento

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.