sicnot

Perfil

Mundo

Primeira lei contra a violência doméstica entra em vigor na China

A primeira lei que criminaliza a violência doméstica entrou hoje em vigor na China, num triunfo para as feministas do país, após mais de uma década a lutar para conseguir que os maus tratos sejam puníveis.

reuters

A lei foi aprovada pela Assembleia Nacional Popular (ANP) chinesa, órgão máximo legislativo da China, em 27 de dezembro passado, após várias alterações na proposta inicial.

A violência doméstica era considerada na China um assunto "privado" ou "familiar", e não um crime.

Trata-se de um triunfo histórico para os grupos de defesa dos direitos da mulher, que desde os anos 1990 apelam por uma lei como a atual.

A norma descreve a violência doméstica como "um dano físico, psicológico ou de outro tipo", contemplando como manifestações de abuso o mau trato físico e psicológico.

As alusões à violência emocional, que não estavam incluídas nas primeiras versões da lei, foram introduzidas pelas autoridades, após críticas feitas por organizações feministas e outros grupos.

A violência exercida entre casais que vivem juntos, mesmo não estando casados, passou também a ser crime, numa outra reivindicação abarcada pelas autoridades posteriormente.

A violência entre casais do mesmo sexo não consta, no entanto, da normativa.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.