sicnot

Perfil

Mundo

Brasil aceita extraditar mafioso italiano Pasquale Scotti

O governo brasileiro aceitou o pedido de extradição para Itália do antigo mafioso Pasquale Scotti, preso desde maio de 2015 no Recife, no nordeste brasileiro, segundo fontes citadas pela agência EFE.

© Handout . / Reuters

A extradição tinha sido aprovada por unanimidade pelos 11 membros do Supremo Tribunal de Justiça a 20 de outubro, mas ainda dependia de autorização do governo.

Pasquale Scotti, que deverá ser entregue às autoridades italianas nos próximos dias, estava foragido desde 1986 até ter sido detido no ano passado.

O ex-membro da máfia napolitana encontra-se agora detido em Brasília, de acordo com a imprensa brasileira.

Em 1991, o tribunal italiano condenou-o à pena de prisão perpétua por seu envolvimento direto em 22 assassínios cometidos entre 1982 e 1983 e como membro da organização mafiosa Nova Camorra Organizada.

Scotti viveu durante vários anos no Recife com o nome falso de Francisco de Castro Visconti, casou-se com uma brasileira e teve dois filhos.

Na defesa apresentada ao Supremo Tribunal do Brasil, o italiano apresentou-se como um "político perseguido" e disse que fugiu do seu país porque corria o risco de ser assassinado na cadeia.

Scotti alegou também razões "humanitárias", na medida em que ao ser enviado para Itália não poderia participar na educação dos seus filhos.

Lusa

  • Manuel Pinho indiciado por corrupção no processo EDP
    1:31

    País

    Manuel Pinho foi constituído arguido no processo EDP em julho do ano passado, está indiciado por crimes de corrupção passiva e participação económica em negócio. Além da compra do apartamento em Nova Iorque, a Polícia Judiciária também desconfia de um curso de energias renováveis dado pelo antigo ministro da Economia, nos Estados Unidos. O curso foi patrocinado pela EDP, que alegadamente Pinho beneficiou enquanto esteve no Governo.

  • Com a entrada de Salgado o caso EDP "passou a ter uma dimensão política"
    6:23

    Opinião

    De acordo com o jornal Observador, os investigadores do processo EDP não têm dúvidas de que Ricardo Salgado pagou um milhão de euros a Manuel Pinho, através de transferências mensais, metade das quais quando Pinho era ministro da Economia, alegadamente em troca de decisões políticas favoráveis ao Grupo Espírito Santo e EDP. Ricardo Costa e José Gomes Ferreira estiveram no Jornal da Noite para comentar o processo. Para o diretor de Informação da SIC, a entrada de Ricardo Salgado no processo EDP fez com que a investigação passasse a ter uma dimensão política que não tinha.

    Ricardo Costa e José Gomes Ferreira

  • Susana Moraes trocou a economia pela dança
    7:21
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC