sicnot

Perfil

Mundo

Ministro diz que candidatura de Guterres à ONU não é campanha de publicidade

O chefe da diplomacia portuguesa explicou hoje que a candidatura do ex-primeiro-ministro António Guterres ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas implica "conquistar, pelo seu mérito, votos de muitos países" daquela organização, mas não é uma "campanha de publicidade".

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

MIGUEL A. LOPES / Lusa

A candidatura implica "monitorizar a rede diplomática em todo o Mundo" e "conquistar, pelo seu mérito, votos de muitos países de entre quase 200 que constituem o universo das Nações Unidas", afirmou Augusto Santos Silva, durante o debate na especialidade da proposta do Orçamento do Estado para 2016, no parlamento.

"Não estamos a fazer uma campanha de publicidade. Os méritos da personalidade são tais que não é preciso explicar às pessoas e aos nossos parceiros quem ele é", disse o ministro.

Santos Silva respondia a uma pergunta do deputado do PSD Paulo Neves, que questionara a diminuição da verba destinada a quotizações nas organizações internacionais - que desce de 85,6 milhões de euros, no ano passado, para 71,5 milhões de euros - num ano em que Portugal aposta na candidatura de Guterres à ONU e em que vai assumir o Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

"A candidatura de António Guterres para secretário-geral das Nações Unidas não implica mais dinheiro. Não estamos a comprar, estamos a candidatar", destacou, insistindo que "não há uma relação mecânica" na candidatura e na necessidade de aumentar o orçamento.

Sobre esta rubrica no orçamento, Santos Silva recordou que, em vários orçamentos anteriores, a verba foi excedida pela necessidade de pagar encargos de anos anteriores, algo que disse esperar que não aconteça agora.

"A estimativa de 71 milhões de euros prevista no Orçamento do Estado funda-se na ideia, que espero não seja errada, que não há encargos de anos anteriores. Estou certo que não haverá", afirmou.

Lusa

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00

    País

    O episódio de hoje de Vidas Suspensas envolve uma médica dentista norte-americana e um empresário português. Um exemplo do que acontece a muitos portugueses que casam com estrangeiros: quando se divorciam, coloca-se a questão de saber para que país vão os filhos.

    Hoje na SIC

  • "Não era o jogo ideal para estreia do videoárbitro"
    4:50
  • Tubarão com 2,7 metros salta para dentro de barco e ataca pescador

    Mundo

    Um australiano foi atacado por um tubarão branco quando estava a pescar na sua embarcação, em Evan Heads, Nova Gales do Sul, na costa Este da Austrália. O animal, com cerca de 200 quilos e 2,7 metros de comprimento, saltou para dentro do barco, derrubou o pescador e mordeu-lhe no braço.

    SIC

  • Uma em cada dez crianças já foi vítima de cyberbullying
    10:41
  • "Sou Presidente de uma pátria com os melhores bombeiros do mundo"
    1:20

    País

    O Presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, avisou este domingo o Governo de que os bombeiros admitem usar o machado da paz para fazer a guerra. Marcelo Rebelo de Sousa destacou o orgulho que sente em ser "Presidente de uma pátria que tem os melhores bombeiros do mundo".