sicnot

Perfil

Mundo

Paris e Londres vão investir mais de 2 mil milhões em drones de combate

A França e o Reino Unido vão investir "mais de dois mil milhões de euros" num programa comum de fabrico de "drones" (veículos aéreos não tripulados) de combate, segundo uma declaração assinada hoje numa cimeira franco-britânica em Amiens (França).

© Valentyn Ogirenko / Reuters

Trata-se da primeira vez que Paris e Londres indicam o seu compromisso financeiro total no projeto, cujas bases foram lançadas numa cimeira em 2014.

Segundo a declaração comum, assinada na presença do presidente francês, François Hollande, e do primeiro-ministro britânico, David Cameron, o programa é "o mais avançado na Europa" e prevê uma "avaliação técnica em 2020", devendo os 'drones' estar operacionais em 2030.

O "drone" em causa poderá realizar missões de observação e de vigilância, identificar alvos e realizar ataques, de acordo com o Ministério da Defesa britânico.

O Reino Unido já dispõe de 'drones' armados com mísseis, comprados aos Estados Unidos. A França apenas possui 'drones' para observação, sem armas.

Lusa

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02