sicnot

Perfil

Mundo

Descoberto ritual enigmático de chimpanzés ainda por explicar

As imagens de chimpanzés da Guiné-Bissau a atirar e a acumular pedras em árvores estão incluídas num trabalho científico que admite ter descoberto um ritual ainda por explicar, disse hoje à Lusa fonte ligada ao trabalho.

© STRINGER Brazil / Reuters

"Isto representa o primeiro registo de observações repetidas de chimpanzés que usam pedras para outros fins" além da alimentação, refere o estudo assinado por Hjalmar S. Kühl, Ammie K. Kalan e dezenas de outros investigadores - grande parte ligada ao instituto Max Planck, na Alemanha.

O trabalho baseia-se em imagens recolhidas em quatro locais da África Ocidental, entre os quais a região do Boé, leste da Guiné-Bissau, onde o projeto Chimbo, liderado por holandeses, colocou câmaras de vigilância há cinco anos.

"A incorporação de ferramentas de pedra para rituais dos chimpanzés é uma descoberta e, de acordo com os nossos dados, pode ser uma tradição cultural socialmente aprendida em populações limitadas de chimpanzés da África Ocidental", acrescenta.

A razão de ser do ritual permanece um mistério: os investigadores concluem que é necessário continuar com as pesquisas para compreender para que serve aquela praxe dos chimpanzés - um animal em vias de extinção.

O trabalho foi publicado no site "Scientific Reports" do grupo editorial Nature a 29 de fevereiro e destaca a importância do assunto pela implicações que pode ter na compreensão da história da humanidade.

"A exibição de um comportamento ritualizado" de um primata próximo do homem, de atirar pedras e acumulá-las "em locais particulares, pode ter implicações nos estudos sobre as origens de locais de culto" de seres humanos, refere o estudo.

De acordo com a associação Chimbo, que intervém em parceria com o Instituto da Biodiversidade e Áreas Protegidas (IBAP) da Guiné-Bissau, existem cerca de 700 chimpanzés no Boé.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.